domingo, 12 de janeiro de 2014

Por que não fazer piada com o islamismo? O que você precisa saber antes de fazer humor direcionado ao islamismo.

Charge do profeta Maomé usando um turbante em forma de bomba. A ilustração é uma das 12 charges publicadas pelo jornal "Jyllands-Posten", em novembro de 2005, que deu origem a vários protestos por parte de muçulmanos islâmicos


As vertentes mais conservadoras do islamismo não permite a representação do profeta Mohamed (Maomé em português). Por isso pense duas ou mais vezes antes de querer fazer alguma figura, mesmo que para um trabalho escolar, com uma representação gráfica do profeta Mohamed. Em 2005 o jornal de maior tiragem da Dinamarca – Jyllands-Posten – publicou uma série de caricaturas mostrando o profeta Mohamed. O que para um país democrático ocidental poderia ser algo corriqueiro e inocente foi a causa de uma grande instabilidade diplomática. Varias embaixadas dinamarquesas sofreram retaliação e ameaças diversas em vários países muçulmanos e uma onda de violência que ocasionou em mais de cem mortes. 



Por esse único acontecimento contemporâneo podemos notar o quanto uma singela manifestação artística e bem humorada pode causar entre uma sociedade fundamentalista. Muitas vezes acompanho pela internet alguns humoristas que se aproveitando da sua liberdade de expressão e de um certo distanciamento da religião islâmica, desferem com o mesmo entusiasmo uma critica muito bem humorada através não só de charges, mas também de vídeos postados em seus canais no Youtube direcionada ao cristianismo – religião dominante no ocidente. Mas óbvio que conservadores não são exclusividade da religião muçulmana e ocasionalmente vejo a reação desconcertada desses conservadores cristãos contra essa onda de humor que oportunamente critica a religião. 





O caso mais recente é o vídeo de “Especial de Natal” do pessoal da “Porta dos Fundos” que vem sofrendo muitas criticas de cristãos de todas vertentes no Brasil.



Mas voltando ao islamismo, a maioria das criticas do cristianismo conservador diz respeito ao fato de esses humoristas nunca fazerem piadas com os muçulmanos, valendo ai uma analogia com aquela ideia de que: “você zoa comigo que sou fraco e incapaz de te bater, mas quero ver você mexer com o meu irmão que é forte e já tem varias passagens pela policia.”

Mas o próprio “Porta dos Fundos” fez um vídeo bem divertido sobre uma loja de burcas onde claramente criticam a rigidez da cultura islâmica em relação a liberdade feminina (veja o vídeo)

Também acho que seria muita ousadia mexer com um pessoal que a qualquer momento pode te ameaçar com uma dinamite. “Ao contrario do Deus imaginário que você acredita, os terroristas muçulmanos são muito reais, de carne e osso... ” assim disse o vloguer Clarion de Laffalot em um de seus vídeos respondendo a uma dessa criticas. (assista aqui) .”

Na verdade os humoristas brasileiros tem pouca lenha para queimar contra os islâmicos, afinal somos um país historicamente dominado pelo cristianismo, do vale fazer uma piada com uma religião que nem é tão popular por aqui?

Já o escritor britânico de origem indiana Salman Rushidie em 1989 publicou o livro “Versos Satânicos” onde o islã e principalmente o Corão é criticado de perseguição aos cristão e hindus. Em decorrência dessa publicação vários militantes islâmicos queimaram seu livro e manifestaram contra o autor. Mas foi no Irã onde Rushidie sofreu seu maior revés pois teve sua condenação a morte decretada pelo aiatolá Komeini em 1989. E alguns lideres iranianos ofereceram 6 milhões de dólares pelo assassinato de Rushidie, o que o fez viver escondido desde então. 


Salman Rushidie autor de Versos Satanicos


Os vloggers americanos, por exemplo, não podem dizer o mesmo, afinal em varias oportunidades seu governo declarou guerra a varias países muçulmanos e batizou essas guerra de “Guerra ao Terror.” E o retardado presidente George Bush teve a brilhante ideia certa vez de chamar de “uma nova cruzada” – se referindo as campanhas militares que os cristãos empenharam contra os islâmicos entre os séculos XI e XIII. 

Mas devo dizer que uma vlogueira americana de olhar travesso e muita coragem me surpreendeu. Ela postou um vídeo onde respondia exatamente as mesmas criticas sofridas pelos humoristas brasileiros. Tipo: “Por que você não faz piadas com os muçulmanos?” Seu nome é Jaclyn Glenn e já é conhecida na internet por postar vídeos anti-religiosos em seu canal no youtube. Não sei se essa menina estará viva por muito tempo, mas é certo que ela tem muita coragem. 


A Garota zomba até mesmo dos erros de linguagem cometido por seus críticos e detonando os islâmicos que diziam que o islã é uma religião da paz e que por sua vez escreviam posts muito ofensivos a ela tipo: “Sua puta, você alguma vez já leu o Corão ou conversou com algum muçulmano antes? Pare de falar merda de coisas sem conhecer, sua vadia imunda e horrível.” Em um momento quando um religioso islâmico a critica dizendo que Jaclyn poderia sofrer conseqüências sérias coso nãos se retratasse, afinal o Islã é uma religião que prega o “Olho por olho”. Depois disso essa garota simplesmente pega um quadro branco e começa fazer uma caricatura muito bizarra e depreciativa do profeta Mohamed. Olhos grandes, “cabeça de merda”, boca de palhaço com dentes totalmente detonados e para finalizar um par de chifres, uma clara referencia ao diabo da mitologia cristã. 

Considerando o que já foi feito contra alguns críticos do Islã, acho que essa menina está entrando em terreno minado, literalmente. Seria uma pena ver uma noticia em um telejornal dizendo que essa garota linda foi feita em pedaços por uma bomba. Ela é bonitinha, não sei se você pegaria mas, posso dizer que ela tem colhões.



André Stanley alcunha de André Luiz Ribeiro é professor e escritor; autor do livro “O Cadáver” (Editora Multifoco – 2013); presidiu o Centro acadêmico do curso de História no UNIFEG em 2007, é membro efetivo da Ass. Dos Historiadores e pesquisadores dos Sertões do Jacuhy desde 2004. Atua hoje como professor e pesquisador de História Cultural. Também leciona língua inglesa, idioma que domina desde a adolescência

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Populares