domingo, 22 de junho de 2014

A emocionante história da mulher autista que criou uma "máquina do abraço" para ajudar a lidar com ansiedade.






Temple Grandin foi diagnosticada, ainda na infância, com autismo grave, o que fez com que seus pais procurassem medidas alternativas para ajudar a pequena Temple a se comunicar melhor. O autismo é uma doença neurológica que causa sérios problemas no desenvolvimento cognitivo de uma criança. Um autista vê o mundo ao seu redor de  forma muito diferente.

"Eu penso com figuras. Eu não penso com palavras"
(Temple Grandin)

Grandin foi levada pelos pais para passar uma temporada em uma fazenda, onde ela tinha contato com cavalos e vacas. Foi ai que Temple começou a perceber que pensava diferente, ela se interessou pelos animais e observando as vacas no processo de vacinação, Temple notou que elas ficavam mais calmas quando eram colocadas em uma máquina que as apertava e as mantinham imóveis para serem vacinadas. Temple que por conta do autismo sofria com muita ansiedade teve a ideia de construir uma maquina similar para poder apertar a si própria e ficar calma como as vacas na hora da vacina.
Grandin construiu sozinha sua primeira máquina do abraço onde ela mesma era capaz de acionar.

"Eu controlava a pressão da máquina e ficava ali uns vinte minutos, uma vez por semana e saía relaxada..."
(Temple Grandin)


É sabido que as pessoas que sofrem de autismo tem muita dificuldade de de lidar com afeto e carinho, até mesmo os pais tem dificuldade de ter a atenção de seus filhos autistas o que causa grande frustração, e aqueles que ignoram a doença taxam as crianças autistas de insensíveis e sem emoção. Na verdade um simples carinho causa muito medo nos autistas.

"Eu tenho emoções, mas elas são simples. Eu fico com raiva, fico triste, fico alegre e tenho medo"
(Temple Grandin)

Com ajuda da família que desde sua infância procurou ajuda profissional para garantir a inclusão de Temple em uma vida social mais próxima da normalidade possível, de seus terapeutas que acreditaram nela e de sua força de vontade e persistência Temple Grandin venceu o autismo e se  tornou uma mulher de respeito em seu meio. Temple possui pós-doutorado em veterinária é especialista em neurociência e é uma palestrante muito requisitada para falar sobre trato com os animais e eventualmente devido a sua experiencia sobre autismo. 


Em 2010 foi produzido um filme para a TV americana contando sua história. O filme estrelava Craire Danes no papel de Grandin e ganhou sete prêmios Emmy

Fontes:
Wikipedia
Globo Repórter
Temple Grandin(Filme) IMDB


Assista o trailer do filme Temple Grandin feito´para TV americana:




André Stanley alcunha de André Luiz Ribeiro é professor e escritor; autor do livro “O Cadáver” (Editora Multifoco – 2013); É membro efetivo da Asso. Dos Historiadores e pesquisadores dos Sertões do Jacuhy desde 2004. Atua hoje como professor e pesquisador de História Cultural. Também leciona língua inglesa, idioma que domina desde a adolescência, Administra e escreve para os blogs: Blog do André Stanley (blogdoandrestanley.blogspot.com) – Sobre História, política, arte, religião, humor e assuntos diversos e Stanley Personal Teacher (stanleypersonalteacher.blogspot.com) onde da dicas de Inglês e posta atividades para todos os níveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Populares