quarta-feira, 28 de maio de 2014

(Documentário)O Deus Que não estava lá - Jesus realmente existiu?




Dirigido por: Brian Flemming
Produzido por: Brian Flemming, Amanda Jackson
Escrito por: Brian Flemming
Estrevistados: Brian Flemming (narration), Sam HarrisRichard CarrierAlan DundesBarbara MikkelsonDavid P. MikkelsonRobert M. PriceScott ButcherRonald Sipus
Distribuído por: Beyond Belief MediaMicrocinema International
Lançado em: 21 de Maio, 2005
Tempo: 62 mins
Língua:Inglês
Legendas:Português

Este documentário se trata de uma produção de Brian Flemming, um diretor americano que entre outros possui produções como: Hang Your Dog in the Wind e Nothing So Strange. Este "The God Who Wasn't There" (O deus que não estava lá) é seu documentário mais combativo em prol do ateísmo. Devido a esse ateísmo hiper- militante de Brian devemos assistir esse documentário com certo grau de prudencia e o senso crítico muito aguçado. Ele entrevista grandes nomes como o historiador Richard Carrier, o Neurocientista Sam Harris, dois grandes defensores do chamado neo-ateísmo, e do lado dos apologéticos religiosos Brian entrevista: Scott Butcher um cristão que stá totalmente engajado na causa dos que serão "arrebatados", e Dr. Ronald Sipus. Ou seja não é muito justo com os cristãos confrontando as ideias desses dois religiosos sem nenhuma credibilidade cientifica com grandes ícones da ciência moderna. Mas não creio que Brian tinha o objetivo de tornar seu documentário uma obra de pesquisa cientifica, afinal ele usa de muito sarcasmo para construir sua prerrogativa. A pergunta principal que o documentário aborta é: Jesus realmente existiu? Não pense que esse é o trabalho fundamental para responder essa pergunta mas levanta tópicos importantes sobre essa discussão, como por exemplo o fato de os evangelhos cristãos terem sido escritos décadas depois dos acontecimentos que eles apregoam terem ocorrido, e o fato de o documento mais antigo que evoca a presença de Cristo escrito por Paulo de Tarso sempre retratar Cristo como uma figura sobrenatural e nunca se referir a ele como um ser tangível. Vale a pena assistir como exercício argumentativo:



André Stanley alcunha de André Luiz Ribeiro é professor e escritor; autor do livro “O Cadáver” (Editora Multifoco – 2013); presidiu o Centro acadêmico do curso de História no UNIFEG em 2007, é membro efetivo da Asso. Dos Historiadores e pesquisadores dos Sertões do Jacuhy desde 2004. Atua hoje como professor e pesquisador de História Cultural. Também leciona língua inglesa, idioma que domina desde a adolescência, Escreve para o Blog do André Stanley, sobre assuntos diversos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Populares