sábado, 30 de janeiro de 2016

O Misterioso Hotel Cecil - suicídios, assassinatos e uma garota morta na caixa d'água.


O Hotel Cecil foi construído em Main Street no centro de Los Angeles na década de 1920. Originalmente tinha 700 quartos, hoje conta com 600. É um hotel famoso e que no entanto, é sempre lembrado como uma opção mais barata para quem quer ficar algumas noites na cidade. O hotel conta com um serviço de hostel, onde você pode dividir quartos com outras pessoas de forma comunitária o que barateia ainda mais a estadia, e pode até ficar por um período maior. Em 2013 o hotel passou por reformas e foi rebatizado. Hoje o nome que está na fachada é Stay on Main. A troca de nome foi uma medida para justamente tentar se livrar da fama que o hotel construiu durante esses quase 100 anos de existência. 

Richard Ramirez - Assassinou 13 pessoas
enquanto era hospede do hotel
Se você digitar no google o nome "Hotel Cecil" aparecerá vários links relacionados, mas poucos links institucionais, que falam dos serviços fornecidos para os hospedes. Você logo verá que esse estabelecimento está sempre associado com casos de suicídios e assassinatos, e não raramente seu nome estará ligado a pelo menos dois serial killers famosos, que se hospedaram lá em plena atividade criminosa. Um deles é Richard Ramirez, um assassino que nos anos de 1980 aterrorizou a cidade de Los Angeles. Ramirez ficou hospedado no hotel de junho de 1984 até aproximadamente agosto de 1985, durante esse período ele cometeu pelo menos 12 assassinatos brutais. Ramirez foi condenado a morte mas, morreu em 2013 na prisão aparentemente de causas naturais. Outro assassino que se hospedou no hotel Cecil na década de 1990 foi Jack Unterweger. Em 1991 três prostitutas foram mortas estranguladas com seus próprios sutiãs, mesma forma utilizado por Unterweger para cometer vários assassinatos um ano antes em seu país natal a Áustria. O mais interessante é que Unterweger, que era jornalista, estava cobrindo a morte de prostitutas na cidade de Los Angeles. Ele se matou na cadeia em 1994, assim que recebeu a sentença de prisão perpétua. Segundo os policiais que o encontraram, Unterweger se enforcou com um laço feito com seu sinto e os cadarços dos sapatos, e o tipo de nó usado era o mesmo que usava para estrangular suas vítimas com suas roupas íntimas.

Jack Unterweger- Jornalista Austríaco e assassino de prostitutas
Foi hospede do hotel Cecil em 1991
Durante as década de 50 e 60 o hotel começou a ficar conhecido por ser o local escolhido por pessoas que queriam cometer suicídio. Helen Gurnee, 50 anos, pulou de uma janela do sétimo andar do Cecil Hotel’s, caindo em cima do seu letreiro, em 22 de outubro de 1954. Julia Moore pulou da janela de seu quarto no oitavo andar, em 11 de fevereiro de 1962. Pauline Otton, 27 anos, pulou de uma janela do nono andar após uma discussão com seu ex-marido, em 12 de outubro de 1962. Pauline caiu sobre George Gianinni, 65 anos, que estava andando na calçada, a 90 metros abaixo de onde ela havia saltado. Ambos morreram instantaneamente. É largamente difundido que Elizabeth Short conhecida mundialmente como Dália Negra foi vista no hotel antes de ser assassinada e esquartejada em 1947 - Esse caso ainda permanece sem solução. No entanto essa informação não é confirmada por nenhuma fonte segura.

Mas o histórico de tragédias envolvendo o hotel não acaba aqui. No mínimo três assassinatos foram cometidos lá. O mais famoso e que ainda se encontra insolúvel foi de Osgood “Pigeon Goldie”, um operador de telemarketing aposentado que em 1964 morava no hotel e foi esfaqueado em seu quarto.

O caso mais recente ocorreu em 2013 e foi o estopim para que o hotel mudasse de nome. 
Elisa Lam - turista canadense encontrada morta na caixa d'água
do hotel Cecil.
No dia 31 de Janeiro de 2013, Elisa Lam, uma turista canadense que era hospede do hotel foi  dada como desaparecida. No dia 19 de fevereiro seu corpo foi encontrado em decomposição dentro da caixa d'água do hotel. A conclusão da polícia foi de que Elisa sofria de transtorno de bipolaridade e que isso explicaria sua subida ao topo do hotel e que sua morte foi acidental. Leia matéria sobre esse caso aqui. O vídeo contendo os últimos momentos de Elisa no elevador do hotel, causou furor na opinião pública por mostrar cenas da vítima comportando-se de forma muito estranha. Essas cenas causaram o aparecimento de diversas teorias da conspiração sobre o evento, que vão desde um efeito alucinógeno causado por drogas até uma possível possessão demoníaca. Ou seja, se você vai para Los Angeles e pretende ficar em um lugar barato, o hotel Stay on Main é uma boa opção, mas lembre-se que esse nome novo que o hotel recebeu não apaga sua história de terror. O risco fica por sua conta.

O Corpo de Elisa Lam sendo retirado
da caixa d'água do hotel Cecil



Assista o vídeo de Elisa Lam no Hotel Cecil. Essa foi a ultima imagem dela ainda viva.






O Hotel Cecil e especialmente o vídeo de Elisa Lam no elevador serviu de inspiração para a quinta temporada da série americana American Horror Story, que conta com Lady Gaga no elenco. A cantora interpreta a dona do Hotel Cortez, que foi claramente inspirado nesse misterioso hotel de Los Angeles.



Fontes:




André Stanley alcunha de André Luiz Ribeiro é professor e escritor; autor do livro “O Cadáver” (Editora Multifoco – 2013); É membro efetivo da Asso. Dos Historiadores e pesquisadores dos Sertões do Jacuhy desde 2004. Atua hoje como professor e pesquisador de História Cultural. Também leciona língua inglesa, idioma que domina desde a adolescência, Administra e escreve para os blogs: Blog do André Stanley (blogdoandrestanley.blogspot.com) – Sobre História, política, arte, religião, humor e assuntos diversos e Stanley Personal Teacher (stanleypersonalteacher.blogspot.com) onde da dicas de Inglês e posta exercícios para todos os níveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens Populares