quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Metaleiro ou Headbanger?



Dentro da cena Heavy Metal, sempre houve uma discução a respeito de qual seria a forma mais adequada de se denominar o músico ou o fã de Heavy Metal. O termo “metaleiro” foi muito usado nos anos 80s para designar tais indivíduos. Com o andar da carruagem, este termo foi se desgastando e se tornando sinônimo de “porra loca” vadio, vagabundo, gente sem serventia... muito associado à “maloqueiro”, “maconheiro”. Então num ato de pura inteligência, a imprensa especializada que também se utilizava largamente desta denominação, começa a se utilizar de um termo mais universalista - segundo eles - para substituir o “metaleiro”.
Acho interessante essas sacadas da mídia, mas headbanger, não parece ser um termo adequado. Quem olha para um cara cabeludo chacoalhando a cabeça em um show, ou simplesmente ouvindo um som dentro do carro, isso não quer dizer que aquele cara só sabe fazer aquilo, que o único propósito deste sujeito é balançar a cabeça (Headbanging - em inglês) igual a um louco. Esse não é o propósito único da música de Heavy Metal. É por isso que me simpatizo mais com o antigo termo, “metaleiro”. Essa nomenclatura esta mais ligada á genealogia do termo “Heavy metal”. Metal - Metaleiro. 
Mas como a língua portuguesa é mesmo um beleza, temos uma complicação,sabe aqueles caras que tocam instrumento de sopro nas bandas (Trompete, saxofone, e coisas afins) estes caras que certamente nunca ouviram uma música do Iron Maiden, são também, chamados de metaleiros. Mas se até mesmo o próprio dicionário da língua portuguesa “Michaellis”* define “metaleiro” como fã ou músico de Heavy Metal, para que temos que discutir?
O que eu quero dizer, é que o termo metaleiro se tornou pejorativo em algumas ocasiões, mas o termo Headbanger já nasceu pejorativo na minha leiga opinião. Pois se o fã de Metal, já é visto como um nada , um doente, "batedor de cabeça" (Headbanger em inglês) vem bem a calhar para os detratores do Heavy Metal. Acho que o termo "Metalhead" (Cabeça de Metal) usado na Europa para esse fim é mais apropriado apesar também de dar margem a duplos sentidos.
No Mais acho que vou continuar usando o termo metaleiro que já é clássico, pois não posso por simples mania de politicamente correto usar uma nomenclatura que apesar de fazer sentido não condiz com tudo que a musica de Metal represente. Ficar girando a cabeça quando se ouve uma musica pesada é praticamente uma reação natural do nosso corpo. Portanto, essa característica corporal não deveria batizar uma tribo toda.. mas essa é a minha opinião, gostaria que você se manifestassem.



André Stanley 

André Stanley é professor e escritor; autor do livro “O Cadáver”; presidiu o Centro acadêmico do curso de História no UNIFEG em 2007, é membro efetivo da Ass. Dos Historiadores e pesquisadores dos Sertões do Jacuhy desde 2004. Atua hoje como professor e pesquisador de História. Também leciona língua inglesa idioma que domina desde a adolescência..

2 comentários:

  1. Ouvi uma musica do Detonator - personagem cômico de Bruno Sutter - cuja letra diz: "Se quem nasce no Brasil é brasileiro, quem nasce no Metal é .... Metaleiro (Em coro). O interessante é que ele faz sua música com trechos do hino nacional brasileiro, criando um nacionalismo escrachado que ficou muito bom. Ainda tem o grito de guerra tipico das torcidas de futebol com os dizeres "Ah eu sor metaleiro,com muito orgulho com muito amor....Achei que tem tudo a ver com esse post...

    ResponderExcluir
  2. olha ai o link do youtube -
    http://www.youtube.com/watch?v=AJzj3bTDUHo&hd=1

    ResponderExcluir

Postagens Populares